logolaranja.png
..::data e hora::.. 00:00:00

Leite decide pela suspensão da cogestão e todo RS terá bandeira preta

Em reunião com a Famurs, governador afirmou que a medida se impõe neste momento grave da pandemia.

 

   O Governo do Estado e a Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul) realizam, nesta quinta-feira (25), uma reunião sobre a cogestão do Distanciamento Controlado. O governador Eduardo Leite e prefeitos tratam de medidas para conter os avanços da Covid-19 no Estado.

Em seu pronunciamento, Leite afirmou que seu posicionamento é pela suspensão da cogestão, entendendo que a medida se impõe neste momento. O governador ainda anunciou que todo Estado terá bandeira preta, seguindo os protocolos estipulados para a bandeira.

    Neste momento, o governador ouve os prefeitos. No entanto, ele afirmou que assume a responsabilidade pela decisão, mas que precisa contar com o apoio dos prefeitos. A medida seria válida por uma semana para frear a transmissão do vírus.

"Não temos o tempo para esperar, ver o resultado das medidas atuais", destacou Leite.

    O procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, defendeu a decisão do governador. Dallazen apelou para que todos cumpram rigorosamente as medidas.

Em sua apresentação, a secretária da Saúde Arita Bergmann afirmou que 60% dos pacientes que chegam às UTIs vão a óbito. De acordo com ela, a implantação de 60 novos leitos por dia, o que sequer é possível, não seria suficiente.

    A secretária destaca que tem feito apelo aos hospitais gaúchos para criar ambientes aptos a receber mais pacientes.

 

fonte: jornalnoroeste.com.br

linha.png