logolaranja.png
..::data e hora::.. 00:00:00
Artista “Chapéu Preto” precisa
do apoio dos alegretenses

 

“Todo o artista merece o reconhecimento de sua arte.
   A arte é “retrato” fiel do momento em que é concebido, muitas vezes simbolizando o momento vivido pelo seu autor  ou do seu meio”. O artista  Derli  Vieira da silva- conhecido como “Chapéu Preto” – é um dos maiores  escultores da atualidade. Suas  obras retratam fielmente a sua realidade de homem campesino, do menino que, sempre lutou muito para vencer. Que conheceu o mundo pelos esforços e apoio de muitos que, reconhecem pela sua arte e capacidade de criação. Suas obras estão em toda parte no Monumento do Museu do Gaúcho, junto ao Campus da Unipampa – Alegrete, em vários espaços públicos e agora, dedicou seu trabalho junto a Praça de seu bairro – Capão do Angico – Praça Aristides de  Carvalho. Sempre usando material rústico – como madeira, arame, ferro, alumínio, cimento, pedras... suas  obras embelezam e  encantam   à todos os  apreciadores da arte. Sempre voltado em elevar o nome do Alegrete, “Chapéu Preto” – já participou de mais de 20 edições da Expointer, da Rio 92, no Rio de  Janeiro, além de exposições na Argentina e no Uruguai. Sua arte está nos acessos de fazenda em Alegrete e no Estado, em peças como bengalas, chapeleiras, números de residências e grandes obras esculpidas em madeiras e ferro em todos os lugares. Homem simples, mas,  profundo conhecedor da história, com muitas datas e fatos  relevantes, agora, clama por apoio dos  alegretenses.
   Depois de incêndio em seu  galpão em que, guardava suas  madeiras e material de trabalho em suas artes com perda total, onde o prejuízo ultrapassa mais de R$ 20 mil, Ele passou a ter muitas necessidades para custear os medicamentos para esposa e pra seu sustento pessoal. As dificuldades são muitas, disse o artista durante visita na  redação do Jornal EXPRESSO MINUANO.
   Após ouvir atentamente todas as ponderações do renomado artista  Alegretense, que destacou ainda que, logo do incêndio que atingiu o seu prédio muitas  foram as visitas de autoridades e empresários, porém, ajuda nenhuma. Isso me chocou disse Ele, ao citar os nomes.
   Diante de tais fatos, o Jornal EXPRESSO MINUANO estará lançando uma campanha Solidária junto a todos os  alegretenses – amigos, conhecidos e parceiros visando recursos e meios para buscar amenizar a atual  situação deste  artista alegretense que, merece todas as considerações e apreço de todos. Precisamos ser solidários e buscar meios no sentido de colaborar com Derli Vieira da Silva – o nosso “Chapéu Preto”- disse  o diretor do EXPRESSO MINAUNO, Nilson Gomes. Desde o dia 30 de março, passou-se a efetivar articulação e estratégias visando amenizar o atual quadro dramático vivido pelo nosso  artista. As colaborações poderão ser enviadas junto a sede do Jornal, na rua Nossa  Senhora do Carmo, 291, e uma conta será aberta junto ao banco para que, sejam efetivas valores em dinheiro.

 

linha.png