logolaranja.png
..::data e hora::.. 00:00:00

Juntos  somos  mais fortes 
Ações e demandas  pontuais são entregues para lideranças do Estado

 

   Esta frase poderia ser mais uma metáfora motivacional de uma palestra de grandes pensadores ou palestrantes. Porém, sua importância no atual contexto social e econômico que, todos vivem agravados pela  pandemia provocada pelo Covid-19, tens um significado magistral, onde é fundamental a integração de forças, ideias, propósitos na busca de amenizar e impactar a tantas perdas humanas e econômica que, terá grandes  reflexos no futuro próximo. É fundamental o somatório  de todos os laços da fraternidade na busca de  soluções para esta grave crise  vivida pro todos os segmentos e esfera seja nas  áreas políticas, institucionais, privadas e segmentos sociais. Mas, a  maior de todas as crises está na crise de valores morais, ético e de princípios, onde a individualismo, a vaidade e a busca do poder fácil  continua à dominar, sem que para isso, pense nos prejuízos e malefícios  que causam.
Contrariando o ditado “Do quanto pior melhor”, pessoas  dos mais diversos segmentos há tempo trabalham de forma silenciosa no sentido da construção de uma grande “Pacto por Alegrete” – visando  reunir todos com objetivo maior de  concretizando de um grande projeto de  Cidadania e  valorização a  vida. Segundo um dos dirigentes deste movimento  destaca –que - “ Estamos transformando nossos sonhos em oportunidades de negócios, sempre com a estruturação, organização e parcerias estamos buscando colocar Alegrete e região no cenário de   Alegrete  ser  uma cidade rica de oportunidades”. Outro integrante  do movimento enfatiza  que “ Os governos sozinhos não melhoram a vida das pessoas nem da cidade. Aqueles que fazem boas parcerias conseguem avançar, e é assim que vamos trilhar em nossas   ações  para melhorar as políticas em que venha  atender  os anseios da população com eficiência e prosperidade”.

 

Soma de esforços nas  articulações políticas

     Dentro desta visão, a presidente da  Associação dos Arrozeiros de Alegrete, do Rotary CL Alegrete Norte Centro e do Grupo de Apoio a Segurança Pública, Fátima  Marchezan , após ouvir seus pares em uma série de analises de iniciativas, projetos e demandas de grande relevância e importância  no fortalecimento das relações  institucionais e políticas, está  cumprindo uma série de agendas  pontuais junto aos deputados estaduais, deputados federais, órgãos e autarquias,  quando em audiências  com estas   lideranças  faz  entrega de pleitos para melhorias  estruturais, logísticas,  saúde pública, segurança pública e pleitos da classe  arrozeira que, por uma série de fatores diante da  pandemia do Covid-19,  estão sendo os devidos andamentos de processos.
Dentre as demandas aprovadas e entregues a estas lideranças destacam-se: Aeroporto Gaudêncio Ramos – uma obra que há 32 anos, aguarda  conclusão em tua  totalidade com a participação  efetiva da  Comissão central Pró- Aeroporto Gaudêncio Ramos.
 Já a  demanda a busca pela permanência  da Agência da receita Estadual em Alegrete, dado a sua importância para os setores que giram a economia do município- agropecuário, comércio, bens e serviços, atendendo também os municípios de Quarai e Manoel Viana, documento este assinado pela  Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Centro Empresarial de Alegrete, Sindicato Rural de Alegrete, Associação dos Contabilistas de Alegrete. 
     Na área de Segurança  Publica, através do  GASEP – Grupo de Apoio à Segurança Publica, o documento  encaminhado às lideranças do Estado,  referem-se o “aumento do efetivo da Brigada Militar em Alegrete, Obtenção de Recursos para aquisição de viatura  modelo Camioneta 4X4 para combate aos crimes  rurais na cidade de Alegrete e região, tais como trabalho escravo, trabalho infantil, abigeato e furtos de insumos, equipamentos e máquinas agrícolas, conforme documento da Polícia Civil – 4ª Regional  Polícia  Civil, além e recursos para as melhorias estruturais do prédio da Delegacia local. Este documento é assinado pela diretoria do GASEP.
Pelo Rotary CL Alegrete Norte Centro, a demanda entregue  está a solicitação de recursos para compra de equipamento da UTI Neonatal do Hospital da Santa Casa de Caridade de Alegrete, visando aquisição de um Monitor Cardiotocógrafo para UTI Neonatal , avaliando em R$ 12,7 reais.
     Outra demanda do Rotary CL Alegrete Norte Centro em parceria com o CVV – Centro de Valorização da Vida solicitando liberação de recursos  para  concretização e execução de melhorias estruturais  junto a Ponte Borges de Medeiros, através de projeto que visam colocação de  contenções  laterais da Ponte e acesso  aos cadeirantes conforme Projeto elaborado por  Engenheiros e Arquitetos voluntários.
     Na área de logística e infraestrutura as demandas encaminhadas presencial  pela líder da classe Arrozeira de Alegrete, estão a melhoria na passagem alternativa sobre o leito do Arroio Capivari para passagem das  carretas carregadas com insumos, grãos e gado; Manutenção (patrolamento) da RS 566  que se encontra intrafegável em vários trechos até rio Ibicuí e melhorias no traçado do trevo das “quatro bocas”.
Outra demanda é com relação das tratativas para a parceria DAER/UNIPAMPA/UFSM para a viabilização do projeto de uma nova ponte sobre o Arroio  Capivari, a qual permita dar passagem para caminhões de tonelagem superior 24t, tendo em vista que a tecnologia no campo cresceu em ordem exponencial e a antiga ponte de ferro não permite a passagem de carretas ou caminhões acima desta tonelagem. Este documento foi direcionado a diretoria do DAER, na pessoa do Diretor Geral Luciano Faustino.
     Os documentos  datados de 28 de janeiro de 2021, entregue aos mais diversos deputados e autoridades, durante audiências   dias  28 e 29 de janeiro de   2021, realizados pela produtora  Maria de Fátima   Marchezan, fazem parte do Movimento “Pacto Alegrete”,  como: Deputado Afonso Hamm (PP/RS),  Deputado Estaduais  Beto Fantinel (MDB),  Luciano Lorenzini Zucco (PSL), Sérgio Turra (PP), Erani Pólo (PP), Luciano Faustino (Diretor Geral do DAER), Frederico Antunes  (PP), Edson Brum (MDB), Dep. Fed.  Covatti Filho (licenciado), atual Secretario da Agricultura, Pecuária e Irrigação e  a  Diretoria do IRGA.

     O presidente do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Ivan Bonetti, participou no dia 27 de Janeiro de 2021, de uma reunião com a presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Fátima Marchezan.
Fundada em 17 de dezembro de 1985, a associação desenvolve diversos trabalhos que envolvem toda cadeia produtiva do arroz. Na oportunidade foi apresentado a Bonetti o principal evento que é produzido pela associação, a Semana Arrozeira de Alegrete, ainda em tratativas para definir o formato que será adotado.
     O Irga e a Associação dos Arrozeiros de Alegrete são parceiros de longa data, buscando juntos melhorias para a cadeira produtiva do arroz.
Assessoria de Comunicação

 

linha.png