..::data e hora::.. 00:00:00
Prefeito Márcio diz na abertura da Conferência de Assistência Social que Políticas Públicas devem cumprir seu papel

     O prefeito Márcio Amaral participou, na manhã de  12 de  setembro de   2019, no salão da APAE, da abertura oficial da 13ª Conferência Municipal de Assistência Social, promovida pelo Conselho Municipal de Assistência Social e Secretaria de Promoção me Desenvolvimento Social. Focada no t ema “A Assistência Social, Direito do Povo com Financiamento Público e Participação Social, a conferência, reuniu representantes ligados à área da assistência social para debater a participação e controle social e a apresentação das deliberações que comporão o documento final.

     Em seu pronunciamento, o prefeito destacou o importante trabalho que é realizado pelas equipes envolvidas para que as políticas públicas possam cumprir com seu papel. A falta de recursos oficiais representa um entrave para o bom desenvolvimento das ações, embora o comprometimento das pessoas. Márcio atentou ainda para o papel social dos conselhos. Parabenizou pela realização da conferência e que, ao final, saia o melhor resultado para que Alegrete tenha voz e vez, reiterou.

     O presidente da APAE, Marcos Ruffo Goulart deu as boas vindas, como anfitrião do encontro e desejou que a Conferência redescubra as políticas públicas de assistência social que precisam acontecer. ”Não podemos transferir responsabilidades, precisamos fazer com elas aconteçam”, reforçou.

     A presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Vilma Pimentel Siqueira, foi mais contundente e afirmou que no momento atual as conferências apresentam resistência, tendo em vista que elas acontecem num contexto em que os espaços democráticos de controle social e de participação popular vem sendo atacados e restringidos pelo governo federal. Criticou a redução no financiamento dos serviços pelos governos do Estado e Nação, colocando em risco a quantidade e a qualidade desses serviços.

     A Secretária de Promoção e Desenvolvimento Econômico, Iara Caferatti Fagundes, em seu pronunciamento, lembrou que a Conferência tem o apoio logístico de sua secretaria e que quatro pré-conferências foram realizadas na zona urbana e uma na zona rural, com a participação da comunidade. A secretária Iara destacou o avanço nas ofertas de serviços assistenciais e que o poder público municipal vem assumindo o co-financiamento pois os repasses federais estão muito atrasados, além de o Estado reduzir gradualmente os valores transferidos para o Município e não assumir o compromisso de compartilhar o financiamento dos benefícios eventuais.

     Alertou, diante desse quadro, que algumas ações estão comprometidas e que será necessário usar da criatividade e buscar parcerias já que a folha de pagamento passa a ser prioridade absoluta.

     O Grupo Musical “As Guerreiras”, do Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos realizou uma apresentação na abertura do evento. 

Fonte: DPCom PMA  -Alair Almeida